Stella

Stella, ontem você me perguntou
e eu, calado,
falei do tempo

é que na vida, Stella,
tudo o que se responde
é simples demais

você diz me querer
como diria uma mulher
eu ouço, eu juro

mesmo com suas curvas
que ainda estão por
vir
falando mais alto
oferecidas
aos meus olhos confusos
como ponto e vírgula

mas tenho que ser justo,
Stella

querer é ter assunto
amar é aceitar
que não é bem
assim

e enquanto você fala
doce
sobre seus desejos
inventados
eu até esqueço das
responsabilidades
e silencio elogios que nunca
vou te fazer:

pois enquanto não damos certo
nunca daremos errado

e amanhã,
se você quiser,
podemos falar
sobre isso

ou
talvez
outras coisas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s