Felicidade

O que é a felicidade?

Me pergunto enquanto as roupas secam no terraço, quase sorrindo pro vento que não somente seca, mas que cura. Vento de verão. Meu gatinho deita em cima do meu – e do seu – tapete preferido, alongando as suas patinhas o máximo possível, para um descanso merecido. Eu sento no sofá com o computador no meu colo, toca uma música boa, mas falta entender alguma coisa.

O que é a felicidade?

Para alguns, acordar e tomar café da manhã com quem se ama é ser feliz. Para outros, só ter a pessoa amada por perto, com ou sem café da manhã, já é ser feliz. Para alguns, o fim da corrida, o suor, e o corpo dizendo que está vivo. Para outros, acender um cigarro e soprar a fumaça como purpurina no mundo é sua forma de ser feliz. Para os médicos está errado, para os dependentes é necessário, para os terapeutas é relativo.

O que é ser feliz?

Para muitos, uma cerveja gelada num bar, um grupo de amigos, e um dia de férias que não importa se é terça, meio-dia ou outono. Para tímidos, o seu melhor amigo. Para introvertidos, um livro que fala sobre ser introvertido. Para o ansioso, chegar ao fim do dia sem lembrar da ansiedade. Para o calmo, tanto faz.

Para velhos, ser feliz é ver uma criança correr na rua, e contar pra ela da época em que aquela rua era de pedra. Para o doente, ouvir do médico que tem cura. Para o ator, a plateia cheia, para o escritor, felicidade é história, para o louco, um outro louco, para uma criança, a hora de brincar. Para a mãe, o filho. Para o cozinheiro, felicidade é água na boca, para o hippie, compartilhar, para o capitalista, o dinheiro, para o pobre, também.

Para uma viúva, felicidade é casa cheia, para um casal, felicidade é casa vazia. Para a cartomante, é aquilo acontecer. Para o obsessivo, é aquilo não ter acontecido. Para os cientistas, é descobrir. Para o sofrido, esquecer. Para um influenciador, likes. Para negros, igualdade. Para o medroso, uma mão, para o deprimido, um abraço, para o sonhador, uma janela, para o adolescente, a hora em que os pais vão dormir.

Para um coração machucado, felicidade é encontrar um novo alguém, para o novo alguém, felicidade é descobrir que ele é considerado o novo alguém. Para o amor, felicidade é mais de um, para o dia, felicidade é acordar, para a noite, o que cada um quiser. Para a árvore, felicidade é chuva, para a chuva, dança, para a dança, nós.

O que é a felicidade?

Felicidade, para uma mulher, é ter liberdade. Para uma amiga, é ser lembrada, para um romântico, felicidade é fechar os olhos, para os bichos, a natureza, para a natureza, respeito. Para a saudade, ser feliz é receber uma visita, para dias difíceis, felicidade é ganhar uma surpresa, para o tempo, felicidade é paciência, para a distância, tecnologia, para uma pandemia, a vacina.

E o vento que está feliz de secar as roupas, o tapete de acolher o gatinho, o computador de estar sendo usado, a música de estar sendo ouvida. E eu, que talvez esteja exatamente onde deveria estar.

Texto publicado na Revista Rubem – https://rubem.wordpress.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s